Conecte-se conosco

Em 1978, OVNI foi visto perto de fazenda em Acari e sobre o Açude Gargalheiras

Rio Grande do Norte

Em 1978, OVNI foi visto perto de fazenda em Acari e sobre o Açude Gargalheiras

Em 1978, OVNI foi visto perto de fazenda em Acari e sobre o Açude Gargalheiras

Parece que na década de 1970 o Rio Grande do Norte era o point dos objetos voadores não identificados (OVNIS). Há vários relatos de aparecimentos desses objetos, todos registrados e documentados pela Força Aérea Brasileira, que tem obrigação de compilar as informações relatadas, acredite você ou não. Esse avistamento aconteceu poucos dias após aquele outro que ocorreu na BR, em 1978, nas proximidades da cidade de Macaíba e envolveu os quatro velhinhos que viajavam de carro (LEIA AQUI). O episódio a seguir foi relatado pelo jornal Diário de Pernambuco e aconteceu na cidade de Acari, distante cerca de 215 km de Natal, em 19 de dezembro de 1978.

Segundo conta o jornal, o OVNI não foi visto por nenhum mentiroso contumaz, mas por duas pessoas de reconhecida idoneidade naquela região, os irmãos Iberê e Hiroito Galvão. Eles afirmaram ter avistado um objeto luminoso que emitia sons estranhos e que sobrevoava a “Fazenda Sebo”, de propriedade do pai dos rapazes, o médico Odilon Guedes, homem muito querido e respeitado em Acari e que hoje dá nome a uma unidade hospitalar localizada na cidade.

A CENA

Era madrugada, aproximadamente 3h e o irmãos seguiam em um Jipe da cidade de Acari em direção à fazenda do pai. De repente, do carro eles veem um objeto sobrevoando o veículo, emitindo fortes luzes e se deslocando em direção aos morros e serras. O susto foi tão grande que Iberê e Hiroito ficaram paralisados pelo que haviam visto e só minutos depois, quando notaram o desaparecimento do “disco”, seguiram viagem.

Apesar do susto, eles não fizeram muito alarde sobre o assunto, evitando maiores comentários na cidade de Acari. Mesmo assim o tema foi bastante comentado por muitos funcionários da extinta Telecomunicações do Rio Grande do Norte (Telern), como um senhor chamado Ademar Eduardo, que disse ter conversado com Hiroito Galvão e que este havia confirmado a versão corrente na cidade.

No mesmo dia e horário que os irmãos disseram ter visto o OVNI, outro morador local, sr. Fernando Etelvino, declarou haver avistado um objeto estranho sobrevoando o Açude Gargalheiras. A aparição deixou-o bastante apavorado, obrigando-o a correr até à cidade, onde chegou com as roupas rasgadas e demonstrando estar bastante amedrontado.

Ainda segundo a matéria do Diário de Pernambuco, esta não foi a primeira vez que os OVNIS apareceram na região Seridó do Rio Grande do Norte. No ano anterior, em 1978, algumas pessoas de cidades daquela região afirmaram ter avistado diversos objetos sobrevoando suas terras.

Essa história que se passou em Acari está anexada em documentos oficiais do Ministério da Aeronáutica, denominação dada ao órgão na época. O documento era confidencial, mas já tornou-se público e hoje consta digitalizado no Sistema de Informações do Arquivo Nacional (SIAN).

DO TN

Se você é de Acari ou daquela região e já ouviu falar nessa história, deixa aí nos comentários o que foi que te contaram sobre o assunto. Se nunca ouviu falar, pergunta a algum parente mais antigo se ele lembra desse episódio e compartilha aqui com o TodoNatalense.

LEIA TAMBÉM: Arquivo X? Documento oficial revela aparecimento de OVNI próximo a Natal

Deixe um comentário
Continuar Lendo
Publicidade
Diego Campelo

Sou jornalista com passagens por jornais impressos e online da capital potiguar e assessorias de comunicação de empresas públicas. Atualmente trabalho como assessor de imprensa. Instagram: @campelodiego1

1 Comentário

1 Comentário

  1. Avatar

    Cícero José de Araújo

    5 de janeiro de 2019 at 22:17

    Esse documento encontra-se publicado em meu livro Histórias e fatos do Acary antigo, lançando lá em Acari no mês de agosto Durante a festa da padroeira.

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Rio Grande do Norte

Popular

Publicidade
Topo