Conheça Ander Crazyy, a "bicha marginal" potiguar que é sucesso na internet » Todo Natalense
Conecte-se conosco

Conheça Ander Crazyy, a “bicha marginal” potiguar que é sucesso na internet

Entretenimento

Conheça Ander Crazyy, a “bicha marginal” potiguar que é sucesso na internet

Conheça Ander Crazyy, a “bicha marginal” potiguar que é sucesso na internet

Natural de Natal-RN, Anderson Lima, 23 anos, hoje esbanja graça e simpatia na vida e nas redes sociais, onde fala para seus milhares de seguidores não como Anderson, mas como Ander Crazyy, ou a Bicha Marginal, como se autointitula. Mas nem sempre o mundo do hoje influenciador digital foi colorido. Teve uma infância similar à da maioria dos garotos gays nordestinos. Viveu sua infância em Pium, distrito de Parnamirim, região metropolitana de Natal, tendo sido criado por pais “brutos” e convivido com o preconceito desde cedo no próprio seio familiar, preconceito este incutido no ideal do “cabra macho” nordestino. Claro, eram épocas diferentes aquelas, quando o preconceito era muito menos combatido do que é hoje e dia, quando há uma maior conscientização sobre a homofobia.

Caçula de cinco filhos, Ander sempre sofreu com uma forte rejeição do seu pai e irmãos, que não aceitavam a sua orientação sexual mesmo antes de se assumir gay. Apenas o jeito afeminado de Ander já era razão suficiente para uma forte repressão de seus familiares.

Pouco tempo após ter se assumido homossexual, veio a separação dos seus pais, passando ele a morar com o pai. Mas não demorou muito até ele ser expulso de casa. Apesar do baque, Ander diz não criminalizar a atitude de seu pai, mas entende que ele foi criado com uma educação “diferente” e prefere não julgá-lo.

Já a mãe dele sempre teve uma melhor aceitação à ideia de ter um filho homossexual e sempre se preocupou sobre como as pessoas iriam tratar o filho dela na rua em razão do forte preconceito. Desse modo ela começou a apoiá-lo de forma mais natural com o passar do tempo.

Veja também: Juão Paulo: um potiguar que fez sucesso compartilhando os seus fracassos

BULLYING

O preconceito sempre esteve presente na vida do Ander. As agressões, o bullying na escola, os abusos sexuais, as “piadinhas” nas ruas, o que acontece até hoje. Seu jeito afeminado e totalmente diferente dos seus irmãos e dos demais meninos do bairro em que morava eram como uma certa fragilidade para ele. A solução que ele encontrou para se “blindar” contra as agressões verbais e piadas homofóbicas foi utilizar fones de ouvido, acessórios que até hoje o acompanham para todos os lugares. Mas se por um lado Ander passou a não ouvir mais as ofensas, por outro os fones de ouvido fizeram com que ele se isolasse de vez das pessoas, o que era horrível para um adolescente.

O trabalho do pai, um humilde carroceiro, rendeu a Ander o apelido de “bicha carroceira”. O tom pejorativo da alcunha intencionava desmerecer a sua opção sexual e o trabalho do seu pai.

Da família ele foi o único a concluir o ensino médio e a ingressar em uma faculdade, mas o fato de ser gay ofuscou tudo isso. Diante da família ele não era considerado bom o bastante para ser respeitado.

A FAMA

Há sete meses um vídeo mudou completamente a vida de Ander. Nesse vídeo ele critica de forma bem humorada o preconceito. Dizia que por onde passava provocava medo nas pessoas pelo fato de ser negro e ter o esteriótipo de um “pinta natalense”. Ele enxergou ali uma oportunidade de rir daquela situação e ainda de quebra criticar o preconceito das pessoas. Não deu em outra. O vídeo foi sucesso absoluto e ultrapassou as milhões de visualizações no Facebook.

Inicialmente o vídeo da bicha marginal começou a ser compartilhado no Whatsapp, Facebook e Instagram entre alguns perfis regionais e de amigos. Mas quando alguns famosos começaram a compartilhar e até seguir o perfil do instagram do Ander, ele se deu conta de que realmente a sua vida iria mudar a partir dali.

Desde então ele não parou mais de produzir conteúdo e recebe diariamente mensagens de seguidores falando que seus vídeos mudaram a vida deles e até de famosos elogiando e falando que adoram seus stories. O clímax foi quando uma amiga da mãe dele comentou que o Ander era um artista, o que para ele foi muito emocionante.

As publicações nas redes sociais de AnderCrazyy, as milhões de visualizações adquiridas e a fama repentina mudaram completamente a vida dele. No bairro onde mora, aqueles que antes o chamavam de “bicha carroceira” hoje dizem que ele é o “orgulho do bairro”. Mas apesar do respeito conquistado, Ander se diz “triste”, pois queria ser respeitado independentemente de quantos seguidores tem nas redes sociais.

Hoje aos 23 anos e com mais de 110 mil seguidores no Instagram ele fala que muita coisa mudou, mas o preconceito ainda impera, pois ser gay, negro e de origem periférica no Brasil, infelizmente não é fácil.

“O mais engraçado era que ninguém, inclusive meus familiares, costumava sair comigo e hoje sou a sensação onde chego, faço presenças vips, todos querem fotos comigo”, disse Ander Crazyy.

Quando perguntado sobre se o seu sucesso nas redes sociais foi planejado, ele não pensa duas vezes e responde em tom de brincadeira: “eu sempre quis aparecer, afinal eu sou uma POC e toda bicha gosta de uma certa atenção”. Depois, em tom mais sério, explica que seus amigos sempre comentavam que ele era muito engraçado e deveria investir em uma carreira de youtuber ou algo do tipo.

Para 2019 Ander planeja muitas novidades, entre elas a elaboração de um possível show para poder interagir e conhecer mais de perto os seguidores e admiradores do seu trabalho.

Em 2018, uma das suas maiores realizações foi saber que seu pai, pela primeira vez, ficou orgulhoso dele ao assisti-lo em um programa de TV e ouvi-lo falando bem da família. Entre todas as coisas que aconteceram de bom em sua vida, sem dúvidas a aproximação de seu pai é a melhor de todas para ele.

Curtiu esse conteúdo? Compartilhe com seus amigos e viaje um pouco mais pelo nosso site.

Deixe um comentário
Mateus Ângelo

Idealizador do TodoNatalense. Sou Designer Gráfico e Social Media desde 2013. Atualmente trabalho como diretor de comunicação no município de Ceará-Mirim.

2 Comentários

2 Comments

  1. Avatar

    Juliana Garcia

    27 de dezembro de 2018 at 23:37

    Ele é maravilhoso!!!!

  2. Avatar

    Pedro Miguel

    27 de dezembro de 2018 at 23:57

    Olá,
    Recomendo vivamente o seu blog/site.
    Gostei muito do seu Post.
    Obrigado
    Pedro Miguel

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Entretenimento

Topo