Conecte-se conosco

Bora tomar um “poly”? Saiba de onde veio essa antiga palavra genuinamente potiguar

Curiosidade

Bora tomar um “poly”? Saiba de onde veio essa antiga palavra genuinamente potiguar

Bora tomar um “poly”? Saiba de onde veio essa antiga palavra genuinamente potiguar

Se você tem lá por volta dos seus 30 anos ou bem mais que isso já deve ter ouvido falar na expressão “tomar um poly”. Essa expressão genuinamente potiguar teve origem na década de 1910 e surgiu de uma forma bastante curiosa. O que hoje se conhece como poly nada mais é do que um sorvete, ou picolé, que se faz de um suco que sobrou do almoço, algo bastante prático e artesanal. Lá em casa era assim, na sua também?

Em Natal, na década de 1910, passou a funcionar o primeiro cinema da capital. Era um cinema bastante moderno para a época e se chamava Cine Polytheama. Ele funcionava na na Rua Chile, bairro da Ribeira, mas depois se mudou para um prédio mais amplo e moderno que ficava na praça Augusto Severo, no mesmo bairro.

Pois bem. É nesse contexto que surge a expressão “poly”. No Cine Polytheama havia uma sorveteria que vendia deliciosos sorvetes e picolés. Era um ponto de encontro da high society natalense da época, com homens de paletó, gravata, chapéu e sapatos perfeitamente engraxados; as mulheres, bem vestidas e plumadas, à espera dos cavalheiros.

A combinação de cinema e sorvete caiu definitivamente no gosto potiguar e, em vez das pessoas irem “tomar um sorvete”, passaram a “tomar um poly”. A expressão se popularizou na cidade, invadiu as casas e até hoje ainda há quem fale em “fazer um poly” para servir de sobremesa depois do almoço.

No Cine Polytheama, às vezes o cavalheiro estava “liso” mas, para não perder a pose, ele ia ao cinema só pra tomar um poly. Isso te lembra alguma coisa? Confesse, você já foi liso ao shopping só pra passear e comprar uma pipoca na parada antes de pegar o busão.

Gostou desse texto? Sugira-nos uma pauta nos comentários e navegue mais pelo nosso site.

Deixe um comentário
Diego Campelo

Sou jornalista com passagens por jornais impressos e online da capital potiguar e assessorias de comunicação de empresas públicas. Atualmente trabalho como assessor de imprensa. Instagram: @campelodiego1

Clique para comentar

Deixar uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Curiosidade

Topo